Biologia para Todos

Porque a Biologia é vida…

O Filme: “A Vida no Ventre”

Posted by Francisco.e.Rute em 05/10/2009

A turma C do 12ºano visualizou um filme acerca dos conteúdos prontos a abordar nas aulas seguintes, de modo a tentar compreender melhor a matéria que seria leccionada. Assim , o filme era: ”A vida no Ventre”.

Este magnifico filme era acerca de gémeos, trigémeos e quadrigémeos que se desenvolvem ao mesmo tempo na barriga da mãe e que, ao longo de toda a gravidez, “lutam pelos recursos” para evoluírem.

Unidos, espermatozóide e óvulo iniciam o desenvolvimento do feto. O que acontece se se geram dois, três ou quatro fetos simultaneamente? Dão as mãos? Empurram-se? Irão estes primeiros tempos influenciar a forma como os irmãos se vão relacionar? Imagens inéditas, em 3D e 4D, ilustram as etapas de gestação dos fetos e revelam a forma como os gémeos se desenvolvem e competem pelos recursos.
Descobrimos todas as respostas a estas perguntas através da visualização do filme na aula.

"Vida no Ventre"

Gémeos Idênticos:
Quando um óvulo é produzido e fecundado por um só espermatozóide e se divide em duas culturas de células completas, dá origem aos gémeos idênticos, ou monozigóticos. Os gémeos idênticos têm o mesmo genoma, e são clones um do outro. Apenas 1/3 das gestações são de gémeos idênticos. A gestação é difícil pelo facto de apenas 10% a 15% dos gémeos idênticos terem placentas diferentes, geralmente possuem a mesma placenta.

Gémeos Fraternos:
Os gémeos fraternos são dizigóticos, ou seja, são formados a partir de dois óvulos. Neste caso, são produzidos dois oócitos II e os dois são fecundados, formando assim, dois embriões. Quase sempre são formados em placentas diferentes e não dividem o saco amniótico. Os gêmeos fraternos não se assemelham muito entre si, e podem ter, ou não, o mesmo factor sanguíneo e podem ser do mesmo sexo ou não. Na verdade são dois irmãos comuns que tiveram gestação coincidente. Um em cada um milhão de gémeos deste tipo têm cores diferentes, mesmo sendo do mesmo pai. É possível gémeos dizigóticos terem pais diferentes.


Inicialmente, existe o feto e só depois o embrião, diferenciando-se assim, essencialmente, pelo seu tempo de gestação.
Feto significa “rebento” e quando os membros deste ser ainda tão pequeno começam a crescer, as suas moléculas de adesão englobam uma forma simétrica, daí nós sermos simétricos (2 olhos, duas pernas, dois braços, …).
À medida que as semanas vão passando, existe sempre algo diferente que se desenvolve.
Na 16ª semana, por exemplo, o feto começa a ter uma certa percepção do espaço à sua volta. Na 18ª semana (meio da gestação), os sentidos desenvolvem-se, dá-se a formação do aparelho digestivo e, ainda, começam a beber algum do liquido que os envolve.
Já na 20ª semana, o feto encontra-se com aproximadamente com o comprimento de uma palma da mão (cerca de 10cm).
Os médicos dão à mãe ceróides, de modo a que os pulmões do bébé produzam sulfactante, um líquido que serve para impedir o colapso dos pulmões.

Falou-se então de um comportamento pré-natal que é fascinante, onde se incluem algumas brincadeiras. Este comportamento pré-natal passa posteriormente para a infância, onde normalmente existe o mesmo padrão de comportamento, quando se fala em relação a gémeos. Os gémeos, ainda no interior da mãe, chegam a trocar pontapés entre si, como que se tratasse de uma bricadeira. Pudemos ver, no filme, imagens incríveis. Em algumas delas pudemos observar aquilo que aparentava ser os gémeos a beijarem-se na cara, a defenderem-se e a atacarem-se um ao outro… Como se estivessem a brincar.

Na 26ª semana, os olhos abrem-se e as pálpebras separam-se. Os cientistas acreditam que os fetos já conseguem ver e ouvir música e vozes.
Na 28ª semana o médico toma atenção ao cordão umbilical, tendo este 2 artérias e uma veia na sua constituição.
Ainda, durante a visualização do filme, falou-se na síndrome da transfusão de gémeo para gémeo que consiste no facto de um gémeo doador nascer habitualmente menor e anémico e desidratado, sendo o outro gémeo maior e mais resistente.
Às 30 semanas,os fetos já têm tudo no lugar e os globos oculares começam a reagir à luz.

No caso de gémeos, trigémeos e quadrigémeos, os médicos têm sempre tendência a realizar um parto por cesariana, uma vez que é menos doloroso para a mãe e também, mais seguro. Porém, as mães podem sempre optar por um parto normal, se assim desejarem, e se tiverem garantias de segurança.

“Gemeos originados por um só óvulo têm cérebros idênticos”

“Normalmente, gémeos idênticos partilham o mesmo córium (a mesma fonte de alimento)”.

Para os cientistas: ”Não são desafio, mas uma janela para a reprodução”

Os Gémeos, Trigémeos e Quadrigémeos, são uma dádiva da vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: