Biologia para Todos

Porque a Biologia é vida…

Imunidade

Posted by Francisco.e.Rute em 07/03/2010

Existem dois conjuntos principais acerca das respostas imunitárias específicas:

A imunidade mediada por anti-corpos ou imunidade humoral e imunidade mediada por células ou imunidade celular.

IMUNIDADE HUMORAL
Cada linfócito reconhece antigénios devido à existência de receptores na sua membrana (imunoglobulinas). Quando o antigénio contacta com o linfócito B, este experimenta uma série de modificações para uma maior produção de imunoglobulinas destinadas ao meio extracelular (anticorpos).
Cada antigénio é reconhecido por anticorpos devido aos determinantes antigénios ou epítopos. Assim, certos antigenios têm diferentes determinantes na superfície, sendo uns mais efectivos do que outros no que diz respeito à resposta imunitária. Uma molécula antigénica pode assim estimular a produção de variados anticorpos.

-Como se processa a expansão clonal?
Inicialmente, o determinante antigénico liga-se ao linfócito B, activando-o. Após a activação do linfócito ocorre a proliferação clonal por multiplicação do linfócito B inicial. Existe, então, uma diferenção deste em plasmócitos e células-memórias. Os plasmócitos, por sua vez, têm reticulo endoplasmático para a produção de proteínas e as células-memória são responsáveis por atacar o agente invasor caso “volte” o mesmo antigénio. Os plasmócitos são responsáveis por segregar anticorpos e as células-memórias estão prontas para actuar rapidamente caso exista um novo contacto com o mesmo antigénio.
O anti-corpo irá ligar-se ao anti-gene, formando o complexo antigénio/anti-corpo.
No entanto, um mesmo antigénio poderá ligar-se a vários anti-corpos.

imunidade
O processamento da expansão clonal.

imunidade
As duas cadeias mais longas do anticorpo são denominadas cadeias pesadas ou cadeias H e as duas cadeias curtas designam-se cadeias leves ou L.
Em diferentes anticorpos a sequência de aminoácidos, ao longo das cadeias polipeptídicas, é muito semelhante, excepto nas regiões variáveis que são relativamente curtas.
Cad tipo de anticorpo tem, portanto, sítios de ligação (dois por cada anticorpo) para um determinado antigénico específico.
Assim, o organismo é capaz de produzir uma grande variedade de diferentes anticorpos.

-Como podem actuar os Anticorpos?
A acção dos anticorpos engloba quatro processos essenciais:
-A aglutinação, em que as moléculas antigénicas pertencem à parede de uma determinada célula e dá-se a aglutinação de células devido desse anticorpo a antigénios que estão presentes noutras células. Assim, antigenios ficam neutralizados.
-A precipitação, em que caso o antigénio seja uma molécula solúvel, o resultado será a formação de complexos insolúveis que irão precipitar.
-A intensificação directa da fagocitose, em que o fagócito tem receptores para a região constante do anticorpo e o fagócito irá, então, fixar-se à bactéria.Assim, a fagocitose tornar-se-á mais fácil e mais rápida.
-A neutralização, em que os anticorpos se fixam a vírus ou toxinas bacterianas, bloqueando-os.

...

fontes: Silva, A. e outros, Terra, Universo de Vida, 1ª edição, Porto, Portugal, 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: